Arquivo da tag: joystick

Mais quatro sugestões de leituras para divertir o seu dia.

  1. Não é comum a gente citar grandes portais de tecnologia por aqui, mas abrimos uma exceção e mencionamos o Engadget, para falar do japonês mais hypado de todos os tempos até agora: Hideo Kojima. Além do filme do “jogo do carteiro”, no qual ele está envolvido (não sabemos como, mas está), um documentário sobre ele, chamado Hideo Kojima: Connecting Worlds, será lançado na primavera (outono no Hemisfério Sul) de 2024, somente no Disney+.no Festival de Cinema de Tribeca, EUA, mas o trailer está disponível no VocêTubo. Ah, ele está fazendo um jogo novo, chamado OD, mas se não envolver um micro clássico, ao menos a mim não me interessa muito.
  2. Falamos há pouco tempo da Atari, e dos seus movimentos recentes, entre eles a aquisição do site e fórum AtariAge. Ainda estamos devendo uma conversa sobre o Atari 2600+, mas enquanto isso… Vocês já foram na loja da Atari e viram o que tem à venda? Os joysticks CX40+ servem nos Atari 2600 antigos, há um jogo novo (Run and Jump), uma versão melhorada do Berzerk (melhor jogo que eu nunca tive no meu antigo Atari 2600) e… Eu adorei as camisetas. Dá vontade de comprar todas.
  3. No Internet Archive, uma entrada sobre o King’s Valley… Para MS-DOS. Sim, eu também não sabia. Há alguns erros (1980?), e provavelmente ele foi feito na Coreia do Sul – ainda mais com os créditos apresentados. O jogo é em preto e branco e dá pra jogar, usando o DOSBox embutido no site. Mas já te adianto que a movimentação é ruinzinha, o som é irritante e os gráficos… Bem, está aí do lado. Veja e tire suas conclusões.
  4. No Hackaday, conheçam o SOL-1, um computador de 16 bits, todo feito com lógica TTL (74HC), um compilador C e um sistema operacional assemelhado ao Unix. Nosso ouvinte e entrevistado Augusto Baffa mencionou o trabalho do Paulo Constantino no episódio onde ele foi entrevistado, e se você quiser ver ele funcionando, tem inclusive um canal do YouTube. Mas não, ele não roda Doom. Ao menos ainda não.

Repórter Retro 091

Este é o Repórter Retro 091, produzido pela A.R.N.O. (Agência Retropolitana de Notícias)!

Do que falamos?
Trilha sonora

Random Chiptune Mix 21

Antes de sair…

Os episódios do Repórter Retro estão, como todo o conteúdo de Retrópolis, em muitos lugares: Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts. Ou então, se você é dazantiga que nem a gente, pode baixar o MP3 deste episódio clicando neste link para escutar mais tarde.

Além disso, não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Trucco truccando de novo na MSXRio

Adaptador de controle de Mega Drive e de PC para o MSX. O tchan é o seguinte: dois dos botões de tiro que sobram são “auto-fire” dos dois botões principais. E você pode controlar a velocidade da repetição com o start! E mais: o MESMO adaptador serve pra controles de Mega e de PC!

Em breve, nas melhores casas do ramo.

A saga do Omega MSX Computer parte 6: Quem tem amigo não morre pagão.


No post anterior, eu contei da dificuldade de conseguir alguns dos componentes para a montagem do Omega. Pois é, alguns dos componentes eram meio difíceis de encontrar. Por exemplo, o projeto todo sugere que você use chips TTL 74HCT, em vez de 74LS. E são um total de 41 circuitos integrados.

Continue lendo A saga do Omega MSX Computer parte 6: Quem tem amigo não morre pagão.

Repórter Retro 077

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 077 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

Random chiptune mix 13

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do Repórter Retro estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Não era minha ideia postar isto. Fui coagido.

Estávamos conversando no chat, eu, Ricardo Pinheiro, e Giovanni Nunes. Os outros dois diretores estavam offline. O assunto era linguagem C. O Ricardo falou algo e eu respondi uma gaiatice com uma letra de música. Qual, não vem o caso. Aí começa a coação: o Ricardo quis que eu publicasse a gaiatice aqui no blog.

Eu argumentei que só tinha duas estrofes. Só admitiria publicar se estivesse completo, como aquela outra que eu fiz anos atrás e que nunca viu a luz do dia. Aquela do Raul.

Aí o Ricardo exigiu, peremptoriamente, que eu publicasse aquela. Não tive mais argumento pra recusar. Então lá vai.
Continue lendo Não era minha ideia postar isto. Fui coagido.

Adaptador de mouse/joystick USB e GR8CFG para MSX.

Durante a feira de Nijmegen em 2018, o usuário Wolverine_nl adquiriu um item bem interessante. É um adaptador de mouse/joystick USB para usar em MSX. O produto foi feito pela TMTLOGIC, e ele redigiu uma resenha, que foi publicada no MSXinfo.net. Se alguém se interessar… 35 euros.

O mesmo expôs um programa em BASIC que ele desenvolveu com o objetivo de ajudar a configurar a GR8NET. E olha… É necessário, porque essa placa é muito poderosa, cheia de recursos… E complicada de se mexer. Uma ferramenta como essa é muito bem-vinda.

Fonte: MSX.org.

 

Pílulas MSXzeiras.

  • Nosso chapa FRS anunciou o lançamento do Joytest, na versão 2.4. O q tem de novo? Agora ele é capaz de testar inclusive as pistolas laser como a Plus-X e a Terminator, além de adaptadores para joysticks do Mega-Drive e outros.
  • O Louthrax lançou a versão 1.1 do SofaROM, que é uma ferramenta para carregar jogos MegaROM nos MSXs sem precisar de um dispositivo com uma memória flash (como uma MegaFlashROM). E tome Memory Mapper. Funciona (obviamente) em parceria com o SofaRun, do mesmo autor.
  • O BeepComp é um software de código aberto (para Windows/Mac/Linux) para compor trilhas sonoras usando arquivos texto e uma linguagem de descrição (MML). O resultado final pode ser salvo em MP3/WAV/OGG, e com um pouco de queimação de fosfato, pode ser usado para criar músicas para MSX.
  • O King’s Valley Spy é um software (para Windows) para criar fases para o jogo King’s Valley II, da Konami.

Divirtam-se!