Todos os posts de Cesar Cardoso

Sobre Cesar Cardoso

Cesar Cardoso é uma das mentes em baixa resolução que compõem o Governo de Retrópolis, acumulando a tripla função de pauteiro, referencial para evitar que a gente saia do tópico, e especialista em portáteis clássicos.

Retrohitz 253 – IBM PC: Dois jogos coreanos, Ant-Man e Lychnis

Bem-vindos ao Retrohitz, um serviço cultural da Municipalidade de Retrópolis!

Sobre o episódio 253

Dois jogos para IBM-PC. Dois jogos para MS-DOS. Ambos coreanos.

Um (Ant-Man, Namil Soft, 1995) no estilo de Thexder, ou seja, jogo de mechas.

Outro (Lychnis, 1994) com uma pegada medieval.

Continue lendo Retrohitz 253 – IBM PC: Dois jogos coreanos, Ant-Man e Lychnis

Episódio 151 – Another / Out of This World – Parte B

Bem-vindos ao podcast Retrópolis! Apresentado pela Municipalidade de Retrópolis.

Esta é a Parte B do Episódio 151.

Sobre o episódio

Este episódio é totalmente dedicado ao jogo Another World, ou Out of This World, dependendo do computador onde o cidadão retropolitano jogou.

Evidente que um jogo tão apaixonante e importante precisava de um episódio à altura, e gravamos ao vivo com dois convidados – Rafael Lima (já jogou Sophstar hoje?) e Felipe “Juca” Sanches (que abriu o Baú do Another World e está achando coisas do arco-da-velha) – em uma live transmitida na TV Retrópolis.

Continue lendo Episódio 151 – Another / Out of This World – Parte B

Episódio 151 – Another / Out of This World – Parte A

Bem-vindos ao podcast Retrópolis! Apresentado pela Municipalidade de Retrópolis.

Esta é a Parte A do Episódio 151.

Sobre o episódio

Este episódio é totalmente dedicado ao jogo Another World, ou Out of This World, dependendo do computador onde o cidadão retropolitano jogou.

Evidente que um jogo tão apaixonante e importante precisava de um episódio à altura, e gravamos ao vivo com dois convidados – Rafael Lima (já jogou Sophstar hoje?) e Felipe “Juca” Sanches (que abriu o Baú do Another World e está achando coisas do arco-da-velha) – em uma live transmitida na TV Retrópolis.

Continue lendo Episódio 151 – Another / Out of This World – Parte A

Retrohitz 252 – Sharp X68000: Can Can Bunny

Bem-vindos ao Retrohitz, um serviço cultural da Municipalidade de Retrópolis!

Sobre o episódio 252

Voltamos ao X68000, com três jogos da série Can Can Bunny (Cocktail Soft/Fairy Tale, 1990): original, Extra e Premiere.

Continue lendo Retrohitz 252 – Sharp X68000: Can Can Bunny

Episódio 150 – O Office antes do Office: Programas de Apresentação – Parte B

Bem-vindos ao podcast Retrópolis! Apresentado pela Municipalidade de Retrópolis.

Esta é a Parte B do Episódio 150.

Sobre o episódio

Há muitos, mas MUITOS episódios atrás, fizemos uma série O Office Antes do Office. Fizemos processadores de texto, planilhas eletrônicas, banco de dados… mas faltavam os programas de apresentação.

Faltavam. Porque não falta mais.

E tudo isso ao som de músicas tocadas por IBM PC com chips OPL3.

Continue lendo Episódio 150 – O Office antes do Office: Programas de Apresentação – Parte B

O OS/2 nunca saiu de cena, mas está de volta

O OS/2, o sistema operacional que deveria ser mas nunca foi, tem ganho um novo e renovado interesse nos últimos tempos, com o surgimento de “elos perdidos” e novos trabalhos. Vamos a alguns exemplos:

O neozeed compilou o GCC para o OS/2 32 bits, fez uma mágica obscura para fazer o Visual Studio 2003 ter como alvo o OS/2, e com esse arsenal testou o THUNK (uma complicada técnica dos primeiros betas do OS/2 2.0 para que programas de 32 bits usassem APIs de 16 bits) e portou o Sarien (um interpretador portátil do Adventure Game Interpreter da Sierra On-Line) para o Presentation Manager. Não satisfeito, testou se é possível rodar uma versão do Presentation Manager para uma versão X do OS/2 numa versão Y do sistema e ainda fez um textão explicando sua teoria que o OS/2 nasceu morto por ter sido inicialmente amarrado ao PS/2 Model 60.

Um PS/2 Model 60, na parte inferior da tela, em foto retirada da brochura do OS/2 1.0
Um PS/2 Model 60, na parte inferior da tela, em foto retirada da brochura do OS/2 1.0

E se você estava perguntando “por onde anda o Michael Necasek do OS/2 Museum?”, bom, ele achou o segundo pre-release do SDK do OS/2, datado de junho de 1990 (o primeiro pre-release, de dezembro de 1989, virou lost media)

Uma pena que tudo isso esteja ocorrendo enquanto o Hobbes OS/2 Archive vive seus últimos dias de vida.

Episódio 150 – O Office antes do Office: Programas de Apresentação – Parte A

Bem-vindos ao podcast Retrópolis! Apresentado pela Municipalidade de Retrópolis.

Esta é a Parte A do Episódio 150.

Sobre o episódio

Há muitos, mas MUITOS episódios atrás, fizemos uma série O Office Antes do Office. Fizemos processadores de texto, planilhas eletrônicas, banco de dados… mas faltavam os programas de apresentação.

Faltavam. Porque não falta mais.

E tudo isso ao som de músicas tocadas por IBM PC com chips OPL3.

Continue lendo Episódio 150 – O Office antes do Office: Programas de Apresentação – Parte A

De 0 a 1MB e adiante

Todo usuário de IBM PC e seus compatíveis (não esses PCs velhos de hoje em dia) sabe de cor e salteado esse mapa da memória aqui:

Mapa da memória do IBM PC. 1MB era o máximo acessável pelo Intel 8086 e seu "primo" 8088; os primeiros 640KB são a memória convencional; em uma máquina com 512KB, a parte entre 512KB e 640KB não era mapeada. Os 384KB entre o fim da memória convencional e o topo da memória acessável era a UMA ("Memória Alta"), com uma parte separada para a memória de vídeo e o final da UMA ocupada pela ROM BIOS.
Um IBM PC com 512KB de memória tem mais ou menos esse mapa de memória

Mas como chegamos neste mapa? Quais as limitações técnicas que impuseram estes limites? E, mais importante, como superar esses limites à medida que as aplicações foram pedindo?

Julio Merino escreveu dois posts, From 0 to 1MB in DOS e Beyond the 1MB barrier in DOS, que responde a todas essas perguntas, com todas as paradas obrigatórias em EMS, XMS, modo protegido do 286, a introdução da paginação e do modo VM86 no 386. Tudo isso para chegar no unreal mode e nos DOS extenders (que se tornaram praticamente obrigatórios nos jogos para MS-DOS a partir do final dos anos 80; para usar o exemplo mais famoso, DOOM carregava o extender DOS/4GW na inicialização). Muita informação. MESMO.

Episódio 149 – Periféricos novos para micros clássicos IV – Parte B

Bem-vindos ao podcast Retrópolis! Apresentado pela Municipalidade de Retrópolis.

Esta é a Parte B do Episódio 149.

Sobre o episódio

Na abertura da 15ª temporada de Retrópolis, vamos ao quarto episódio da franquia Periféricos Novos Para Micros Clássicos, depois do sucesso dos episódios de dezembro de 2011, novembro de 2013 e novembro de 2020. Porque todos gostam de coisas novas e gostosinhas para seus micros clássicos.

Continue lendo Episódio 149 – Periféricos novos para micros clássicos IV – Parte B

Retrohitz 251 – Atari SAP Archive, letras A – C

Bem-vindos ao Retrohitz, um serviço cultural da Municipalidade de Retrópolis!

Sobre o episódio 251

Fomos ao Atari SAP Archive para achar músicas de jogos de Atari 8 bits. Neste Retrohitz, vamos às letras A, B e C.

Continue lendo Retrohitz 251 – Atari SAP Archive, letras A – C