Arquivo da tag: eletrônica

A Computação Brasileira, ameaçando começar mas batendo na trave

As coisas que você descobre passeando ao acaso em repositórios de publicações antigas. No número 82 da Revista Saber Eletrônica, de junho de 1979, esbarro com este artigo:


Eu poderia ficar aqui discorrendo sem fim sobre as implicações sociológico-histórico-culturais da ilustração, mas vou me conter e só falar um pouco da máquina e do fabricante.
Continue lendo A Computação Brasileira, ameaçando começar mas batendo na trave

Retronica

Dica rápida de site, enquanto você espera o fim do mês chegar e curte o Repórter Retro de ontem: Retronica, que tem o subtítulo Eletrônica moderna para sistemas retro. Está em espanhol, e fala muito sobre FPGA. A propósito, se você é entusiasta de um sistema aberto (como Linux), ele tem dicas de como instalar ferramentas como o iVerilog, o MPLAB-X IDE (para microcontroladores PIC) e o Quartus (para Altera) em Ubuntu 64 bits.

31C3… O que esse computador clássico está fazendo lá?

CCC logoTodos que viveram os anos 1980 mexendo com computadores ouviu falar do Chaos Computer Club, de Berlim. Ah, você não lembra? Então clique aqui e vá ler esse nosso post, de 2012 – eu citei lá nos comentários. Se puder, assista o filme também.

Os encontros deles, hoje amplamente divulgados e frequentados pelos membros da comunidade de segurança computacional, ocorrem em Berlim, sempre entre o Natal e o Ano Novo. Sem lugares marcados, num frio de rachar, palestras curtas (uma hora), e sempre tem alguma coisa interessante para quem curte retrocomputação: Em 2012 tivemos o Galaksija (iugoslavo), em 2013 tivemos palestra sobre FPGA (tá, não é diretamente relacionado, mas tem a ver), e em 2014… O Computron 3000.

Segundo a descrição, um microcomputador baseado em Z80 apenas com componentes dos anos 1970 e 1980. Nada de microcontroladores/GALs/PALs ou outras porcarias. Quer conhecer mais? Clique aqui e vá até o blog do autor. Se você quiser montar o seu, está tudo no GitHub.

Assista Ben Heck recriando o Apple I, passo a passo

Réplicas do Apple I não são novidade. Mas e com vídeos do Ben Heck explicando tudo nos mínimos detalhes?

Por que os pinos do Z80 parecem fora de ordem?

z80

Será que os projetistas da Zilog estavam bêbados? Eram disléxicos? Ou foi tudo culpa do estagiário? Ken Shirriff resolveu desvendar a razão da ordem dos bits (4, 3, 5, 6, 2, 7, 0 e 1) na pinagem de dados do microprocessador. A conclusão? Leia lá!

( Slashdot )

Como fazer conversão analógico-digital com uma válvula. Eu disse VÁLVULA.

Se você é Forte, vá neste link e veja como a mágica foi feita. Se você é Forte Letra A, dê uma olhada nas imagens antes de clicar no link e veja se você consegue entender como a mágica foi feita. (A foto de baixo é a “aperture plate”.)

adctube
Continue lendo Como fazer conversão analógico-digital com uma válvula. Eu disse VÁLVULA.

Radio Shack, Metafísica, Botafogo e The Police

Acoes Radio Shack 2010-2014Exatamente seis meses atrás, eu escrevi esta resenha na Amazon para o livro CoCo: The Colorful History of Tandy’s Underdog Computer. (Mais tarde, eu faria outra resenha, um pouco mais extensa, para a revista Jogos 80.)

Deem uma olhada na última frase. Continue lendo Radio Shack, Metafísica, Botafogo e The Police

Tudo sobre NTSC, shplicadim

Série de oito posts no blog de Sagar GV explicando tudo, absolutamente tudo o que você poderia querer saber sobre a geração do vídeo de tantos desses nossos queridos computadores e videogames clássicos. No final, ele mostra um circuito para gerar NTSC com um microcontrolador ATmega16. (Cujo esquema e firmware você pode baixar aqui.)
Continue lendo Tudo sobre NTSC, shplicadim

[UPDATE] A mais nova brincadeirinha de John Linville

Letreiro digital movido a CoCo! Apresentado ontem num encontro do Alamance Makers Guild da Carolina do Norte. Clique para ampliar e (UPDATE) mais abaixo, o circuito.

Letreiro Digital num CoCo 1 Continue lendo [UPDATE] A mais nova brincadeirinha de John Linville

O jogo mais difícil do mundo?

Sim, eu sei. É o tipo da pergunta subjetiva e polêmica (talvez não tanto quanto mamilos) que, se você juntar 17 pessoas em torno de uma mesa pra discutir, vai ter no mínimo 18 opiniões diferentes. Mas o assunto deste post é, no mínimo, um sério candidato ao título.

Robot Odyssey Splash Continue lendo O jogo mais difícil do mundo?