Arquivo da tag: Motorola

Repórter Retro 077

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 077 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

Random chiptune mix 13

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do Repórter Retro estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Coisinhas para usuários aventureiros de CoCo 1 e 2 brincarem, parte 1

Sabe as ROMs alteradas que eu mencionei no post sobre a mega-procrastinação? Pois taqui um pacotinho pra  vocês se divertirem. ROMs para as várias variantes de controladores de disco* (ou acesso a disco virtualizado via serial ou rede), listagens em Assembly 6809 à la Unravelled para cada uma, patch contra o fonte do Toolshed e um README – que tá em inglês, então vou traduzir pelo menos a parte das novas funcionalidades.
Continue lendo Coisinhas para usuários aventureiros de CoCo 1 e 2 brincarem, parte 1

Você se acha um procrastinador? Pffft.

Pois eu vou lhe mostrar como os procrastinadores profissionais procrastinam. Vou tentar resumir o contexto ao máximo, mas senta que a história é longa.

1984: Sou contratado como estagiário na LZ Equipamentos, fabricante do Color64, clone do TRS-80 Color, mais conhecido como CoCo.

1985: Amei a máquina, aprendi linguagem de máquina Motorola 6809, domino as mumunhas do hardware e da ROM de BASIC, mas acho ridículo que o modo texto dele tenha míseros 32 caracteres por linha (o TRS-80 original tinha 64). Crio meus programas para a empresa usando um editor chamado Super Color Writer, que desenha caracteres na tela gráfica e portanto consegue exibir 64 caracteres por linha. Ou 51, com caracteres um pouco mais bonitinhos. Ou 85, se você realmente se odeia e não dá valor à saúde dos seus olhos.

1986: Desde ano passado estou com a ideia na cabeça: não seria legal se o BASIC pudesse operar nesse modo? Melhor resolução de texto, e poder fazer programas gráficos com texto usando simplesmente PRINT. Eu poderia alterar o BASIC. É uma trabalheira, mas sei como fazer isso. Taí, vou fazer…
Continue lendo Você se acha um procrastinador? Pffft.

Episódio 123 – TRS-80 Color Computer 3 – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 123 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Um episódio total e 100% dedicado a um dos computadores que fizeram 35 anos neste 2021. Nascido no Texas para o mundo, o Tandy Color Computer 3!

Nesta parte do episódio

Lembramos da Tandy Corporation e dos CoCo anteriores, o “Deluxe” Color Computer, os upgrades de hardware e software (OS-9!) do Coco 3, o misterioso chip Motorola RMS e o GIME, a má vontade da Microsoft e a broderagem da Microware e, finalmente, o lançamento, com as especificações de hardware e software.

Links do podcast

Música de fundo

100% Parn Music Station

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do podcast estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Mosca Branca do dia: FACOM F-PDT8

Apareceu no Yahoo do Japão à venda pela bagatela de 1 milhão e 800 mil ienes — na hora em que escrevo estas, o equivalente a 16 mil alt-rights ou 65 mil queirozes. Pouco sabemos sobre este ornitorrinco almiscarado, exceto que é baseado no processador 6800 da Motorola. Ou, mais exatamente, um clone da Fujitsu, o MB8861. Possivelmente usando o bus SS50 (sobre o qual ficamos sabendo graças a bwana Jecel Assumpção), concorrente do S-100 à época.

Se você está em dúvida entre quitar seu apartamento e comprar um micro de 8 bits raríssimo, este é o seu anúncio. É só arrumar uma transportadora ou ir buscar lá em Osaka, porque ele (mui compreensivelmente) não envia.

Geinducéu, tem até leitor de fitas de papel! E 10 fitas com software!

Descrição auto-traduzida para o inglês:

CPU manufacturer: Fujitsu Name: F-PDT8
Model No .: MB2901 C01B-2320-B001

ROM writer manufacturer: Fujitsu Name: F-PDT8 ROM Programmer
Model No .: PS10B-0118-0750

Typewriter Printer Tape Reader Tape Writer CRT Monitor Manufacturer: CASIO CASIO Product Name: TYPUTER Thai Computer Model Number: series2 MODEL-8

8-inch floppy disk drive unit manufacturer: Fujitsu Name: FLOPPY DISK UNIT
Serial number: MB27613 S13B-0500-B760

I connected all the units with cables, took power from a 100V outlet, and confirmed that when I turned on the power was turned on.
We have not confirmed the operation.
Please note that we can not guarantee the operation.

The following related parts are included.

5 books FACOM L-8A
F-PDT8 ROM PROGRAMMER Description

FACOM L-8A
F-PDT8 ROM PROGRAMMER Explanation manual (supplementary version)

FACOM L-8A
Floppy disk operating system manual (FDOS-2)

Fujitsu 8-bit microprocessor MB8861 operation subroutine manual

SM06111-S010 Function subroutine source program list
SM06111-S020 Operation subroutine Source program list
SM06111-S030 Code conversion subroutine Source program list

10 volumes of paper tape

SM06111-S010 Function Subroutine
SM06111-S020 Operation subroutine
SM06111-S030 Code conversion subroutine
SM06111-A030 Self Assembler
SM06114-A020 Cross Assembler
SM06111-D020 BASIC
SM06111-E030 Program Editor
SM06111-E040 Screen Editor
SM06111-K011 PROM PRG
SM06111-M030 FD Service

For second-hand goods, there is a loss of parts, dirt, discoloration, small scratches, abrasions, rust, etc.

It is an exhibition with F-PDT8 and the above related parts set.
There are no other accessories.
All that is in the picture.

Because it can not be shipped by Takkyubin, the product will be delivered directly.
Only those who can come for pick-up or those who can arrange land transportation on their own are welcome.
If it is Osaka city, delivery is also possible by loading it on our own 1BOX car. (free)


Peraí que tem mais… Continue lendo Mosca Branca do dia: FACOM F-PDT8

Repórter Retro 036

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 36 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

Músicas sortidas

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Construindo o seu computador minimalista com BASIC

Começamos o ano de 2018 com um projeto de construção de um computador minimalista, rodando BASIC, baseado em 6 chips, inclusive um Motorola 6809. A comunicação é via porta serial, e você precisa de uma CPU, uma SRAM e uma EPROM. O usuário é o kodera2t, e isto está no Hackaday. Um bom projeto para começar 2018.

Segue o vídeo abaixo:

Dica vinda do Vintage Is The New Old.

Micro/370, um mainframe em um chip

Implementar o System/370 em um chip? Usando um Motorola 68000? Em 1985? É isso mesmo: o Micro/370 implementava todo o System/370 diretamente num MC68000.

System/370. Tudo isso aí virou um chip. (By Oliver.obi – Own work, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=30870484)

(Ed S no G+).

Uma história oral do 68000

O Computer History Museum juntou Jack Browne, Murray Goldman, Thomas Gunter, Van Shahan e Billy D. Walker para contarem com suas próprias palavras um “causo” sobre algo que eles fizeram na juventude, MC68000… 🙂

 

 

 

[OFF PERO NO MUCHO] Freescale e NXP se fundem

NXP_FreescaleA notícia, por si só, é do interesse provavelmente da maior parte da comunidade retro, já que muita coisa divertida se faz interligando SBCs modernos (como os que a Freescale fabrica, concorrentes do Raspberry Pi) e as nossas retrocoisas. Mas mesmo assim seria offtopic.

Não é, porque a Freescale é a detentora dos clássicos processadores 68xxx de 8 bits, 16 bits e 32 bits que eram da Motorola. Ou seja, vocês que estavam confortáveis com “ah, não é mais Motorola, é Freescale” agora tem que alocar mais um nome na lista encadeada pra se lembrarem do que é o que. Sim, o nome Freescale é o que vai morrer e NXP é o que vai continuar vivo.

Tá chegando no nível de nome de equipe de Fórmula 1 e de partido político, esse troço.

The_Artist_Formerly_Known_As_Prince(Blog do Sergio Prado)