Arquivo da tag: Terminal

Repórter Retro 073

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 073 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

ZX Spectrum Chiptune mix – 152 bpm melodic

Ouvindo este episódio offline

Baixe o ZIP, descompacte e ouça com seu tocador de música preferido.

Onde este episódio (e todo o Retrocomputaria) está disponível

Os episódios do Repórter Retro estão, como todo o conteúdo do Retrocomputaria, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Seu comentário é o nosso salário

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Repórter Retro 036

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 36 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

Músicas sortidas

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Aventuras e desventuras de neozeed com Citrix Multiuser

Para os interessados na história da entrada dos sistemas multiusuários no mundo dos PCs, e na história do OS/2, o Fun with Virtualization está com uma série de posts explorando as versões 1.0 e 2.0 do Citrix Multiuser, não apenas o primeiro produto da Citrix Systems mas também uma das primeiras tentativas de disputar com os Unix o mercado dos servidores de terminais com Intel 386 e 486.

Instalando e usando o Citrix Multiuser 1.0 no Bochs: uma versão customizada do Microsoft OS/2 1.21, rodando aplicações OS/2 1.x e MS-DOS… que chegou ao mercado logo depois da Microsoft anunciar que trocaria o OS/2 pelo Windows.

Unboxing e exploração do Citrix Multiuser 2.0: a versão 2.0 é baseada em alguma versão do IBM OS/2 2.0 e pode rodar aplicações OS/2, MS-DOS e Windows 3.00.

Repórter Retro Nº 025

Este post foi ao ar sem o áudio por uma falha nossa. Corrigido.

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos a mais uma edição do Repórter Retro.

Ficha técnica:

URLs do podcast:

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Fazendo do VIC-20 um terminal serial

Success!  Able to get connected to the Linux machine's tty

Como? Justamente o que a tela está mostrando! Jon Tabor numa preguiçosa tarde de domingo resolveu por em prática uma ideia que ele teve: transformar um VIC-20 em um terminal para um UN*X. E como ele fez?

Bem, as pessoas parecem se esquecer que a IEC é uma porta serial, bastou soldar uns fios nos lugares corretos, espetar a outra ponta do cabo em um adaptador serial USB, este em um notebook.

Daí foi executou o agetty no Linux para ouvir a porta serial e providenciou um “emulador de terminal” no VIC-20 com um simpático programa em oito linhas de Commodore BASIC.

( Retro Computing do Google+ )

Essa tecla me representa

Nosso colega Edson Figueiredo conseguiu um teclado bem antigo da Polymax. Tenho vagas lembranças de ter visto um teclado igual num terminal serial (também conhecido como terminal “burro”). Ou talvez num computador CP/M, ou num UNIX qualquer.

polymax
Continue lendo Essa tecla me representa

Raspberry Pi agora em um ADM-3A

Image

No melhor esquema “parasita cerebral” (como é que é?) Andrew Curtin resolveu dar uma nova vida a um terminal serial ADM-3A acrescentando às especificações do equipamento a inteligência que sempre lhe faltou: um simpático Raspberry PI. Tudo bem, não é original e até já anunciamos por aqui o mesmo feito sendo realizado em um DEC VT100 mas acontece que é sempre divertido ver algo assim.

Os terminais ADM-3A foram fabricados pela Lier Siegler a partir de 1975, eram vendidos na forma de kit para montagem (imaginem o tamanho da caixa!), tem lógica toda em TTL (isto mesmo crianças, nada de microcontrolador e/ou integrado gerador de sinal de vídeo lá dentro, só a boa e velha floresta de “74LS”) e foi um fiel escudeiro e simpático coadjuvante no desenvolvimento do UNIX e de algumas ferramentas.

E mesmo um tanto “bugado” são os códigos de controle deste cara os utilizados na emulação de terminal do modo de texto do MC-1000 da CCE.

( Hack A Day )

Já dizia Lavoisier: “Nada se perde, tudo se transforma.”

lavoisierLembram do Minitel? Pois bem, com o fim do serviço em 2012, é de se supor que todos aqueles terminais que serviam única e exclusivamente para acessar a tal “internet francesa” se tornaram pesos de papel, ou, na melhor das hipóteses, doadores de componentes, certo?

Continue lendo Já dizia Lavoisier: “Nada se perde, tudo se transforma.”