Arquivo da tag: TRS-80

Coisinhas para usuários aventureiros de CoCo 1 e 2 brincarem, parte 1

Sabe as ROMs alteradas que eu mencionei no post sobre a mega-procrastinação? Pois taqui um pacotinho pra  vocês se divertirem. ROMs para as várias variantes de controladores de disco* (ou acesso a disco virtualizado via serial ou rede), listagens em Assembly 6809 à la Unravelled para cada uma, patch contra o fonte do Toolshed e um README – que tá em inglês, então vou traduzir pelo menos a parte das novas funcionalidades.
Continue lendo Coisinhas para usuários aventureiros de CoCo 1 e 2 brincarem, parte 1

Você se acha um procrastinador? Pffft.

Pois eu vou lhe mostrar como os procrastinadores profissionais procrastinam. Vou tentar resumir o contexto ao máximo, mas senta que a história é longa.

1984: Sou contratado como estagiário na LZ Equipamentos, fabricante do Color64, clone do TRS-80 Color, mais conhecido como CoCo.

1985: Amei a máquina, aprendi linguagem de máquina Motorola 6809, domino as mumunhas do hardware e da ROM de BASIC, mas acho ridículo que o modo texto dele tenha míseros 32 caracteres por linha (o TRS-80 original tinha 64). Crio meus programas para a empresa usando um editor chamado Super Color Writer, que desenha caracteres na tela gráfica e portanto consegue exibir 64 caracteres por linha. Ou 51, com caracteres um pouco mais bonitinhos. Ou 85, se você realmente se odeia e não dá valor à saúde dos seus olhos.

1986: Desde ano passado estou com a ideia na cabeça: não seria legal se o BASIC pudesse operar nesse modo? Melhor resolução de texto, e poder fazer programas gráficos com texto usando simplesmente PRINT. Eu poderia alterar o BASIC. É uma trabalheira, mas sei como fazer isso. Taí, vou fazer…
Continue lendo Você se acha um procrastinador? Pffft.

Os 20 maiores computadores pessoais, segundo o The Guardian

Na opinião deste humilde escriba, listas dos N melhores, ou dos N maiores, ou dos N mais influentes etc, só servem pra causar polêmica. Mas como a gente gosta de uma treta, vamos postar o link do artigo (obrigado Mario Cavalcanti) e já dando o spoiler da lista:

20. Dragon 32
19. Atari ST
18. Acorn Electron
17. Sinclair ZX81
16. Texas Instruments TI-99/4A
15. Altair 8800
14. Amstrad CPC 464
13. Sharp X68000
12. Apple Macintosh
11. MSX
10. TRS-80
09. Commodore VIC-20
08. NEC PC-88
07. Atari 800
06. BBC Micro
05. Apple II
04. ZX Spectrum
03. Commodore 64
02. Commodore Amiga
01. (Velho é seu) IBM PC

O site aceita comentários, tá? (EDIT: aceitava. Agora tá fechado.)

Episódio 107 – Parte B: TRS-80, os miúdos

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 107 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Se já falamos dos grandes, vamos falar neste episódio dos pequenos da linha de computadores Tandy vendidos nas lojas Radio Shack com ou sem Z80 (TRS-80, heh).

Nesta parte do episódio

Continuamos com a linha Pocket Computer (TRS-80 PC-2/PC-3/PC-4/PC-5/PC-6/PC-7/PC-8) e, depois de terminar este assunto, falamos de MC-10 (e Matra Alice, claro), os Tandy 100/102/200/600 e, para terminar, a linha WP (Word Processor)

Links do podcast

Música de fundo

Músicas dos computadores citados no episódio. Pelo menos, tentaram, vai…

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Episódio 107 – Parte A: TRS-80, os miúdos

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 107 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Se já falamos dos grandes, vamos falar neste episódio dos pequenos da linha de computadores Tandy vendidos nas lojas Radio Shack com ou sem Z80 (TRS-80, heh).

Nesta parte do episódio

Aquela repassada básica na história da Tandy para relembrar. Depois, começamos o episódio pra valer falando do TRS-80 Pocket Computer PC-1.

Links do podcast

Música de fundo

Músicas dos computadores citados no episódio. Pelo menos, tentaram, vai…

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

trsnic: uma placa de rede para o TRS-80

Os milagres do ESP32 ocorrem para todos, e o Trash-80 não é exceção.

O trsnic é uma placa e respectivo software para os TRS-80 (a princípio Modelos III e 4) que permite a esses micros se conectarem à internet via Wi-Fi, usando a porta de expansão destes micros. É baseado no RetroStoreCard, uma placa que permite aos TRS-80 se conectarem à RetroStore e de lá baixarem softwares sem precisar de disquetes ou fitas cassete.

Interessado? Tem maiores informações direto do blog do autor, Peter Cetinski.

Repórter Retro 041

O Seu Repórter Retro

Bem-vindos à edição 41 do Repórter Retro.

Links do podcast

Música de fundo

Músicas sortidas

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

The TRS-80’s Lost Game Designs

E antes que agosto termine, ainda há tempo para uma publicação relativa ao assunto deste mês do podcast (parte 1 e parte 2), o TRS-80! Um vídeo bastante interessante apresentando as técnicas utilizadas no desenho de diversos jogos para esta plataforma, uma apresentação feita por Jim McGinley na edição de 2012 da Game Developers Conference, a GDConf.

Episódio 89 – TRS-80, a linha “clássica” – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 89 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Começamos a falar da família de computadores Tandy, vendidos nas lojas Radio Shack, e que continham chips Zilog Z80 (ou não). Neste episódio falamos do membro da Santíssima Trindade de 1977 e seus sucessores e “quase-sucessores”.

Nesta parte do episódio

Uma parte inteirinha e somente dedicada aos diversos sistemas operacionais do TRS-80.

Links do podcast

Música de fundo

Músicas que, evidentemente, não foram tocadas no TRS-80 porque TRS-80 que é TRS-80 não tem som.

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.