Arquivo da tag: RISC

ARM: Como Era e Como É, por Ken Shirriff

(Traduzindo e reorganizando a sequência postada no Twitter por nosso parça, o Hugh Hefner do silício, comparando o tataravô e o sobrinho recém-nascido do chip desse espertofone em que você está lendo isto)

 *       *       *

Com o recente anúncio do processador M1 da Apple (N. do T.: link adicionado por nós) da família ARM, achei que seria interessante compará-lo com o primeiro processador ARM, criado pela Acorn Computers em 1985 para o BBC Micro. Os projetistas foram Sophie Wilson and Steve Furber.
Continue lendo ARM: Como Era e Como É, por Ken Shirriff

A gente tenta, mas a 5ª Série é mais forte.

Então. Fui adquirir mais um item (baratinho e sem frete, urrú!) para minha retrobiblioteca e…

Depois do Shota Nakama, agora isso? Desisto. Resigno-me ao fato de que minha idade mental jamais ultrapassará 11 anos. Eu tentei. Eu juro que tentei.

Episódio 101 – Workstations – Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 101 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Quando as workstations dominavam o mundo.

Nesta parte do episódio

Terminamos de falar de Sun Microsystems, falamos de Silicon Graphics, de NeXT, de Hewlett-Packard (achavam que ia ficar de fora?), de IBM (também achavam que ia ficar de fora?), de Sony (!), de workstations que também são micros clássicos e vice-versa (Commodore, Atari, Acorn) e as workstations hoje.

Links do podcast

Música de fundo

Piadinhas em geral e… bom, este não é um podcast sobre estações musicais de trabalho.

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

Episódio 101 – Workstations – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 101 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

Quando as workstations dominavam o mundo.

Nesta parte do episódio

Iniciamos no alvorecer dos anos 60, com os primeiros experimentos com computadores que alguém podia puxar uma cadeira e trabalhar na frente dele interativamente, passamos pelas máquinas LISP até chegar nas workstations em si.

Fazemos uma definição e uma pequena taxonomia das workstations, além da “computação 3M”; passeamos por Apollo Computer, DEC (sim, e aí tem DECstation, VAXstation e Alpha AXP) e Sun Microsystems.

Links do podcast

Música de fundo

Piadinhas em geral e… bom, este não é um podcast sobre estações musicais de trabalho.

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.