Arquivo mensais:janeiro 2022

Retrobesteiras 2021 Parte D

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos (se é que isto é possível) às Retrobesteiras de 2021. E, sim, estamos em Retrópolis mas ainda tem Retrocomputaria por aí, estamos em mudança.

Lembre-se que a audição deste episódio é por conta e risco do ouvinte.

Onde este episódio (e todo o Retrópolis) está disponível

Por incrí­vel que pareça, as Retrobesteiras estão, como todo o conteúdo do Retrópolis, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts. Sim, é incrível como deixaram o Retrobesteiras aparecer nesses lugares todos.

Por favor, nos poupe nos comentários…

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo… quer dizer, melhor não, mas enfim, você já ouviu tanta besteira nossa, então a gente entende.

Quinta do pitaco parte 3: Agora vai?


Então… O que eu acho disso tudo?

Continue lendo Quinta do pitaco parte 3: Agora vai?

Dizem que a gente fica velho quando esquece o próprio aniversário

Pois então. Esquecemos o aniversário do podcast. Foi ontem. Há 12 anos (e um dia) saía o Episódio Zero do Retrocomputaria. Que você pode ouvir aqui. Ih. Não, pera, cadê o áudio?

Ah, tá. Taqui. Estamos com pequenos problemas nos players embutidos nos posts. Deve ser a idade. Velho é seu PC.

Quinta do pitaco parte 2: As provas do crime.

Continuamos nossa série da quinta do pitaco, falando do que o Nishi colocou no twitter e no site dele a respeito dos seus projetos. Não iremos emitir julgamentos a respeito, ao menos não nessa parte. A ideia aqui é informar vocês de tudo o que está acontecendo, para depois opinar.

Continue lendo Quinta do pitaco parte 2: As provas do crime.

Quinta do pitaco parte 1: Nishi ataca outra vez.

Antes que você se pergunte o que está acontecendo, é que o texto ficou tão grande que eu decidi dividir ele em três partes, a sair em dias seguidos, como uma novela diária. Entào, o assunto não acaba aqui, mas continua. E o assunto é… Esse japonês sessentão aí do lado. Kazuhiko Nishi, o “pai do MSX”, paixão e ódio de um monte de gente, e dono de um poço de ideias mirabolantes que fazem inveja a muita gente que comenta aqui no nosso site.

Enquanto todo mundo está assustado com a Microsoft comprando a Activision por US$ 68,7 bilhões, a comunidade MSXzeira está em polvorosa com as manifestações recentes desse homem.

Continue lendo Quinta do pitaco parte 1: Nishi ataca outra vez.

Retrobesteiras 2021 Parte C

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos (se é que isto é possível) às Retrobesteiras de 2021. E, sim, estamos em Retrópolis mas ainda tem Retrocomputaria por aí, estamos em mudança.

Lembre-se que a audição deste episódio é por conta e risco do ouvinte.

Onde este episódio (e todo o Retrópolis) está disponível

Por incrí­vel que pareça, as Retrobesteiras estão, como todo o conteúdo do Retrópolis, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts. Sim, é incrível como deixaram o Retrobesteiras aparecer nesses lugares todos.

Por favor, nos poupe nos comentários…

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo… quer dizer, melhor não, mas enfim, você já ouviu tanta besteira nossa, então a gente entende.

Retrobesteiras 2021 Parte B

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos (se é que isto é possível) às Retrobesteiras de 2021. E, sim, estamos em Retrópolis mas ainda tem Retrocomputaria por aí, estamos em mudança.

Lembre-se que a audição deste episódio é por conta e risco do ouvinte.

Onde este episódio (e todo o Retrópolis) está disponível

Por incrí­vel que pareça, as Retrobesteiras estão, como todo o conteúdo do Retrópolis, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts. Sim, é incrível como deixaram as Retrobesteiras aparecerem nesses lugares todos.

Por favor, nos poupe nos comentários…

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo… quer dizer, melhor não, mas enfim, você já ouviu tanta besteira nossa, então a gente entende.

Retrobesteiras 2021 Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos (se é que isto é possível) às Retrobesteiras de 2021. E, sim, estamos em Retrópolis mas ainda tem Retrocomputaria por aí, estamos em mudança.

Lembre-se que a audição deste episódio é por conta e risco do ouvinte.

Onde este episódio (e todo o Retrópolis) está disponível

Por incrí­vel que pareça, as Retrobesteiras estão, como todo o conteúdo do Retrópolis, em muitos lugares: Spotify, YouTube, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts. Sim, é incrível como deixaram as Retrobesteiras aparecer nesses lugares todos.

Por favor, nos poupe nos comentários…

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo… quer dizer, melhor não, mas enfim, você já ouviu tanta besteira nossa, então a gente entende.

Notícia-bomba: a variante Omikron existe desde 1987

Variante da linguagem BASIC para Atari ST, que fique claro.


Circulando nos grupos de zap da vida — dei uma conferida e existiu mesmo, mas possivelmente só saiu edição em alemão. (Antes de ter sido licenciado pela Atari para o modelo Mega.) Por favor, relevem a tentativa desesperada deste humilde escriba de extrair um pouco de humor negro desse horror todo. Continuem se cuidando, usando máscara, não entrando em muvucas sem necessidade, e se vacinem. Por favor. Por favor.

A mesma página da Wikipédia alemã, traduzida pelo gúgou.

Vídeo do dia: A História Secreta do Ctrl-Alt-Del

Dave Plummer, ex-engenheiro da Microsoft e dono de um canal que muito recomendamos assinar, nos conta a historinha por trás dessa notória combinação de teclas.