Episódio 88 – DOOM – Parte A

retrocomputaria_vitrine_570x190

Bem-vindos ao episódio 88 do Retrocomputaria.

Sobre o episódio

DOOM, caramba! E precisa de mais?

Nesta parte do episódio

Visão geral sobre FPS, id Software, UAC, Marte, shareware, LAN party, WAD, sucesso, trilha sonora, Trent Raznor, WASD, controvérsias, versões oficiais.

Links do podcast

Música de fundo

Trilha sonora para você rodar DOOM e matar demônios enquanto ouve este podcast.

Outras formas de ouvir

Não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

4 pensou em “Episódio 88 – DOOM – Parte A

  1. Eu cheguei a jogar uma vez DOOM em uma workstation da DIGITAL numa COMDEX que teve aqui em São Paulo, foi a maior piração da época pois nós só tínhamos maquinas 386/486 em casa para rodar o jogo. Essa workstation estava um monitor de 20 polegadas na época! Pense num cara tento orgasmos múltiplos no meio do evento…

    E Giovanni, eu tive um 486 DX4-100 (com a plaquinha de memória cache), 8MB de RAM, placa VGA VESA da Trident, monitor SyncMaster 3 e HD de 500MB com controladora/aceleradora da Promisse (aquela que usava o barramento VESA e tenha 2 slot de memória EDO), placa SoundBlaster 16 e a famosa USRobotics 14400 (que depois via software transformei para 28800), claro que não era só para jogar DOOM, usei muito para trabalhar também (Clipão 5, Lotus 123, Wordstar, PageMaker, Windows 3.11 com VB3, etc). Bateu até saudades dessa máquina… :'(

    Bons tempos que a gente apanhava pra caramba para fazer tudo funcionar direto nessas máquinas…IRQ dos infernos…

  2. Vi a primeira vez o Doom na época da faculdade em um PC de um colega (morava em república), com Doom 2 as vezes as repúblicas competiam via linha discada. Com certeza conseguimos dividir o mundo dos games antes e depois do Doom!

Os comentários estão fechados.