Sobre o Rio Grande do Sul, e como ajudar.

Arte de Gisele Daminelli (clique na imagem acima para acessar seu Instagram).

Como poucas vezes estamos vendo o Brasil tão unido como está agora, devido à catástrofe climática que se abateu sobre o Rio Grande do Sul. Discussões como FPGA é emulação ou não e qual é o melhor micro de 8 bits já criado foram deixadas de lado, para apoiar os gaúchos nesse momento em que estão nesse momento desesperador.

Então, muita gente ajuda do jeito que pode. Em particular, youtubers realizaram campanhas de arrecadação de fundos, e vários canais realizaram lives com o objetivo de levantar doações para apoiar o Rio Grande do Sul.

Mas… E nós?

Retrópolis é uma cidade comprometida com seus concidadãos, e preocupada com o seu bem estar. Mas não somos lá muito bons em fazer lives, não temos tempo para organizar uma (ou várias), mas queremos ajudar. Então… Como ajudar?

Então, decidimos divulgar o trabalho de um dos nossos parceiros, o Exército de Salvação.

No seu site, está escrita a declaração de missão do Exército de Salvação:

O Exército de Salvação existe para salvar almas, edificar os santos e servir a humanidade sofredora, motivado pelo amor a Deus, em nome de Jesus, sem discriminação.

Muita gente confunde o Exército de Salvação com a Cruz Vermelha Internacional, mas não são a mesma coisa. A declaração de missão acima explica bem a sua atuação – a propósito,  o grifo é meu.

Eu sei que picaretagem tem de monte por aí, por isso é que eu faço questão de ressaltar que o Exército de Salvação já ganhou várias vezes o Prêmio Bem Eficiente, da Kanitz e Associados, que é uma forma de “reconhecer o trabalho e dedicação dos 30.000 dirigentes e voluntários sociais deste país, que lutam com cada vez menos recursos, donativos e incentivos sociais para continuar ajudando os outros“.

E agora, o Exército de Salvação está trabalhando no Rio Grande do Sul: Um caminhão repleto de doações saiu de São Paulo na terça, dia 14/5, a caminho de Porto Alegre. Além dele, mais dois caminhões de apoio, com gerador elétrico, purificador de água, cozinha de campanha e outros equipamentos. Vários voluntários, funcionários e pastores estão a caminho do Rio Grande do Sul, para ajudar no socorro às vítimas. As igrejas e as obras sociais do Exército de Salvação no RS que não foram afetadas pela chuva (pelo menos uma igreja está alagada, em Porto Alegre), estão sendo usadas como abrigo para os desabrigados, e os membros do Exército de Salvação estão levando alimentos não perecíveis, itens de higiene pessoal, roupas, água potável e apoio emocional para quem está nesta condição lastimável.

Maiores informações podem ser lidas no blog da instituição e na página do Exército de Salvação no Facebook.

Retrópolis e o grupo MSXRio são parceiros do Exército de Salvação. Desde 2015, fizemos uso do espaço do Lar do Méier para realizar encontros, como as MSXRio e RetroRio, e nós estamos listados na prestação anual de contas. Logo, uma maneira de ajudar é divulgar os meios pelos quais você pode doar para apoiar o trabalho que está sendo realizado.

PIX: E-mail: [email protected]. No campo Assunto, coloque Apoio RS.
Conta bancária: Banco Itaú – Assistência e Promoção Social Exército de Salvação – Agência: 0067 – Conta Corrente: 78867-9. No campo Assunto, coloque Apoio RS.

O Exército pede que seja informado o motivo da transferência, para fins de contabilidade e prestação de contas, de forma transparente.

Em nome da Câmara de Vereadores de Retrópolis e do grupo MSXRio, agradecemos desde já quaisquer doações. Muito obrigado.

Sobre Ricardo Pinheiro

Ricardo Jurczyk Pinheiro é uma das mentes em baixa resolução que compõem o Governo de Retrópolis. Editor do podcast, rabiscador não profissional e usuário apaixonado, fiel e monogâmico do mais mágico dos microcomputadores, o Eme Esse Xis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *