Episódio 150 – O Office antes do Office: Programas de Apresentação – Parte B

Bem-vindos ao podcast Retrópolis! Apresentado pela Municipalidade de Retrópolis.

Esta é a Parte B do Episódio 150.

Sobre o episódio

Há muitos, mas MUITOS episódios atrás, fizemos uma série O Office Antes do Office. Fizemos processadores de texto, planilhas eletrônicas, banco de dados… mas faltavam os programas de apresentação.

Faltavam. Porque não falta mais.

E tudo isso ao som de músicas tocadas por IBM PC com chips OPL3.

Sobre esta parte

Nem todo mundo fazia apresentação com DOS, mas também em Macintosh. Depois do passeio no pomar, voltamos ao confortável (para as empresas) mundo DOS e Windows e terminamos em micros sortidos que ficaram pelo caminho.

Links desta parte do episódio
Antes de sair…

Os episódios do Retrópolis estão, como todo o conteúdo produzido pela Municipalidade de Retrópolis, em muitos lugares: Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts, Deezer, YouTube e, usando nosso feed RSS, qualquer programa para escutar podcasts.

Além disso, não se esqueça de deixar seu comentário aí embaixo; afinal, seu comentário é o nosso salário. No entanto, caso você prefira, entre diretamente em contato conosco.

E o nosso muito obrigado ao Guilherme Mittmann por ter nos autorizado a usar músicas do seu projeto SuperClefBros neste episódio, como fundo para nossas vinhetas e spots.

Sobre Cesar Cardoso

Cesar Cardoso é uma das mentes em baixa resolução que compõem o Governo de Retrópolis, acumulando a tripla função de pauteiro, referencial para evitar que a gente saia do tópico, e especialista em portáteis clássicos.

Um comentário em “Episódio 150 – O Office antes do Office: Programas de Apresentação – Parte B

  1. Finalmente consegui algum tempo para ouvir os 2 episódios dessa série (e também os dois últimos Repórteres Retro).
    Gostei bastante do episódio, com bastantes informações, muita coisa eu não conhecia, nem fazia idéia, como as origens de algumas suítes que conheci de nome, ou mesmo de coisas como o “data show” que nunca vi na minha vida, pois pra mim sempre foi sinônimo de projetor.
    Em alguma parte do episódio vocês mencionam os atalhos de teclado do Wordstar, especificamente para copiar texto, e uma coisa que me ocorreu só agora, enquanto ouvia é que a lógica desse comando é que o (control-K-)B marca o início do bloco e o (control-K-)K marca o fim do bloco, que em inglês termina com K (BlocK). Mas meu espírito de quinta série não me deixa pensar numa razão lógica pro comando de apagar o bloco.

    E Ricardo, concordo contigo em gênero, número, grau, signo, time de futebol, cor preferida, partido político e tudo mais no que diz respeito à maldita interface Ribbon. Essa abominação me fez abandonar o Office da Microsoft e de tudo mais que a usa. Coisa nojenta, já tem mais de 16 anos de constantes mudanças e continua ruim.
    E pensar que na época a propaganda da Microsoft contra as empresas migrarem para o StarOffice era que os usuários tinham que aprender tudo de novo.

    No mais, forte abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *